Song Book 2.0

Apenas minhas histórias e mais algumas coisas.

Archive for the ‘Vida’ Category

Vida ao vivo

A história de P.

Posted by carloshenrique em julho 19, 2007

Desde que voltei a pista, como diria os cariocas, tenho vista que de todas as maneiras de iniciar um relacionamento ou simplesmente ficar, a Internet tem sido a mais utilizada. Já contei aqui a história de um casamento que iniciou na rede global e que gerou um comentário sobre a descrença que tais relacionamentos possam dar certo.

Eu tive o meu primeiro relacionamento via web. P é advogado de certo prestigio que conhece num chat. Educado, simpático, gente boa. Não demorou e logo estávamos no MSN onde afinidades foram descobertas e diferenças foram motivos de boas risadas.

Mas como a característica mais marcante da web é a virtualidade, a constante mudança, P. Sumiu e me deixou aqui com um vazio, sei bem que teoricamente não houve nada, que foram apenas conversas. Mas acho que estou assim pela possibilidade de algo acontecer, algo de bom e bacana.

Claro que não estou assim arrasado ou desanimado, pessoas são assim mesmo e sei muito bem que a web não é lugar de namoro.

Anúncios

Posted in Romance Urbano, Vida | 1 Comment »

Fim de semana, gente boa

Posted by carloshenrique em julho 16, 2007

Dois dias sem blogar, tudo por causa de um excelente fim de semana. Tudo começou quando foi conferir em loco retorno do festival de cinema MixBrasil, em versão amostra. O local não poderia ser melhor, bela e simpática sala Humberto Moura. Igualmente belo e simpático André Fischer explicou o caráter itinerante da amostra e que nossa cidade estava recebendo uma versão maior da mesma.

Assisti em companhia do meu querido Igor, a longa francês Amor em tempos de guerra, um drama de época sobre o que os nazistas fizeram com os homossexuais durante a guerra. Amigos, é pra chorar. Não durou muito pra escutar os soluços das pessoas.

51pysmpj58l_ss500_.jpg

Após o filme, tentamos ir ao Gis, mas a fila não colaborou e eu já estava com sono, tinha levantado muito cedo.

Sábado, levantei tarde e foi fazer a minha caminhada. Depois de teclar com P. (que falou mais tarde), uma gracinha de pessoa, como sempre. Comecei a teclar com um carinha legal e bem safado, após constatar um desejo mutuo e fui convidado à sua casa. Antigamente isso seria o suficiente para dar uma desculpa, desligar o computador e sair correndo, fiz exatamente isso. Porém na direção do carrinha, não sei de onde tirei forças e coragem , sim coragem, para tal coisa.

Um aperto no coração foi tomando conta de mim o caminho todo, mesmo assim não dei pra trás. Foi e fiz. Cheguei lá, super simpático, só servi para mostrar que nem todo mundo fingi na internet. Demos uns malhos e beijos demais.

Não fiquei muito tempo, tinha uma nova sessão de cinema com Igor. Mas como eu tinha fugido pros malhos, chegamos atrasados e se não tivesse tido a idéia de esperar pra ver se conseguíamos ver o filme sentados no chão teríamos perdido o filme. Mas a casa parece que leu o meu pensamento (hehehe) e liberou.

Marcas de sunga, é um drama menor com toques de comédia sobre a sexualidade no fim da adolescência.

Após o filme, GIS. Mas primeiro foi forrar o meu estomago, e ai sim a boate. Nossa tinha muito tempo que não saia para dançar e cara como senti falta disso. Só queria que alguém me explicasse para que os gogo-boys.

Mas a grande surpresa foi ter ficado com um cara lá. Pode parecer uma bobagem, mas para mim foi algo completamente novo e demais. Claro que não passou de uns beijos, mas para mim foi tudo.

No domingo acordei tão relaxado e tranqüilo. Dançar faz muito bem e quero mais.

Posted in Cinema, Vida | 1 Comment »

Sabadão

Posted by carloshenrique em julho 8, 2007

Amigos são melhores que muitos parentes. Passar uma tarde com um querido amigo é como tirar férias na praia e foi o  que fiz ontem.

Foi para casa do meu querido Igor e botamos a conversa em dia. O fim do casamento dele foi comentando, rapidamente, planos para o segundo semestre foram tocados.

Almoçamos bem e vimos uns trechos do Live Earth (que foi bem +/-) para em seguida uma sessão de semana (Matt Damon) e fechamos a noite com um Petit Gatot (escrevi errado, i know) e durante o petit troqueis uns olhares com um carinha (que chamei de menino da camisa vermelha) muito interessante. Mas não passou  disso, na hora de ir embora um aceno, que foi correspondido. Legal, me fez bem. Tava precisando.

Nota dez pro sábado. 

Posted in Vida | 2 Comments »

Pesquisa II

Posted by carloshenrique em julho 8, 2007

Mais relato para minha pesquisa:

Gustavo (19 anos)

“Sabe, a gente não sabe que está apaixonado. Os amigos que contam, eles dizem:

          Cara, você mudou. Não sai mais com a gente, só quer saber da sua mina. Você ta apaixonado.

E você saca então, tipo antes uma mina fala que vai viajar você pergunta se quer ajuda pra levar na rodoviária. Mas quando é paixão/amor você quer ir junto na viagem. Se pergunta por que ela não liga, onde ta.

Mas o foda é isso vai passando, sabe?  Você começa a ficar a mercê do namoro e vai desgostando. Vê que namorar não um só lado que cede, é os dois “.

Posted in Romance Urbano, Vida | Leave a Comment »

Foco

Posted by carloshenrique em julho 2, 2007

Recentemente fui alertado sobre que tudo na vida é questão de foco, inclusive o sexo e a sexualidade.  As pessoas por mais diferentes motivos e circunstâncias tem ou não foco, vivem seus dias de fora ordenada ou desordenada, controladas ou compulsivamente, felizes ou desesperadamente.  

 Fico pensando nas implicações deste tipo de questionamento, vivemos a vida de forma planejada? Ou vivemos mais na linha deixa a vida me levar? Se ter foco é ter ciência do que quer da vida e de que forma. É saber do que seria capaz de fazer para conseguir, o que seria o extremo oposto desta situação? Uma vida desfocada? Sem metas e sem planos? Com um “savor-favour” solto e encarar a vida de peito aberto?

 Tenho esse pensamento porque perdi completamente o meu foco. Antes eu era uma pessoa focada no trabalho e um tanto perdida no amor, mas agora estou perdido em todos os sentidos. Mas vou voltar aos trilhos.

Posted in Vida | 1 Comment »

Epifania

Posted by carloshenrique em julho 1, 2007

No sentido literário, a “epifania” é um momento privilegiado de revelação, quando acontece um evento ou incidente que “ilumina” a vida da personagem.

Comigo aconteceu na terapia da terça-feira passada, eu estava falando sobre o quanto eu acreditava que a minha vida estava estagnada e vi que isso é uma grande bobagem.

Sou formado pelo UFMG, logo passei por um dos  vestibulares mais disputados dos país, tenho um emprego bacana, ainda está logo do ideal, mas é muito legal. Como disse um querido amigo blogueiro:

“Se você faz parte da minoria brasileira que tem “carteira assinada mais benefícios”, considere-se um belga vivendo no Camboja

Minha vida está andando pra frente, tem poucos e leais amigos, que querem o meu bem e sempre me ajudam. Isso vale muito.

Só estou empacado em um único aspecto e nele que me sinto completamente incapaz de assumir um namoro. Coisa que como disse na terapia: “Coisa que até uma criança consegue”.

Não quero parecer um chorão, mas vou dar a volta por cima.

Posted in Vida | 2 Comments »

Saudades

Posted by carloshenrique em junho 27, 2007

Sexo, que saudade. Sinto falta, sinto muita falta.

Sinto falta da intimidade, do toque, dos abraços, do suor, das mãos, dos pelos, do medo, dos beijos, dos carinhos, de ficar sem fôlego, da camisinha.

Sinto falta da excitação em tirar a roupa juntos, de ir para cama, de deitar no chão, de sentar no sofá, de ficar deixado do chuveiro.

Sinto falta da conversa, das risadas, do silêncio, da conchinha, dos beijos, das juras, do boa-noite, do bom-dia, do adeus, do foi bom.

Não gosto mais de dormir sozinho na minha cama, ela está tão grande e tão fria. Não gosto mais do meu quarto que é só meu. Estou infeliz ao acordar sozinho e tomar café sozinho.

Posted in MagazineTXT, Romance Urbano, Vida | 2 Comments »