Song Book 2.0

Apenas minhas histórias e mais algumas coisas.

Crônica da breve vida amorosa ou uma carta para você.

Posted by carloshenrique em janeiro 15, 2007

O amor é como uma semente, sim é verdade. Por mais piegas ou clichê que isso possa parecer, é a verdade.

Porque você quando gosta de uma pessoa é como plantar uma semente no solo, deposita a possibilidade que aquela semente vire uma arvore e que dê fruto, assim como você deposita a possibilidade que aquele gostar vire um amor.

 Toda semente para crescer deve encontrar um terreno apropriado e ser cuidado de forma apropriada, recebendo água, adubo e o quê mais for necessário. Assim é com o amor, que deve crescer entre duas pessoas que se gostam e receber atenção, verdade, companheirismo e o quê mais forem necessários.

Em certos casos, como foi o nosso caso, o melhor dos solos não bastou, os sentimentos não foram dados de fora adequados e outros sentimentos como insegurança e medo foram incluídos e assim o amor não germinou e não cresceu.

Assim nosso amor que poderia ser lindo, especial, grande e companheiro não aconteceu. Ficou para outros que terão melhor sorte. Sorte? Ou coragem? Não importa mais.

Fica aqui meu adeus….. Não, fica até logo e pode me ligar quando você quiser e um presente:

Ergo uma rosa, e tudo se ilumina
Como a lua não faz nem o sol pode:
Cobra de luz ardente e enroscada
Ou vento de cabelos que sacode.
Ergo uma rosa, e grito a quantas aves
O céu pontuam de ninhos e de cantos,
Bato no chão a ordem que decide
A união dos demos e dos santos.

Ergo uma rosa, um corpo e um destino
Contra o frio da noite que se atreve,
E da seiva da rosa e do meu sangue
Construo perenidade em vida breve.

Ergo uma rosa, e deixo, e abandono
Quanto me dói de mágoas e assombros.
Ergo uma rosa, sim, e ouço a vida
Neste cantar das aves nos meus ombros”.

Anúncios

Uma resposta to “Crônica da breve vida amorosa ou uma carta para você.”

  1. Bi Du surf said

    Fala meu brother Carlos, que carta linda. Gostei mto do que vc disse, e pra quem lê, é um aprendizado de como devemos fazer com o que gostar vire amor, valeu mesmo.
    bçao e se cuida…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: